Produção industrial baiana cresceu no final do ano passado

Em relação a novembro de 2016, a indústria baiana teve um acréscimo de 0,8% (Foto: Divulgação)

Após dois meses consecutivos de queda, a produção industrial baiana registrou aumento de 3,5% na passagem de outubro para novembro. A Bahia apresenta a segunda maior taxa do país, ficando atrás apenas do Espírito Santo (5,8%), e bem acima da média nacional (0,2%). Os dados divulgados ontem são da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional (PIM-PF Regional) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As maiores contribuições para esse aumento vieram dos setores de produtos químicos (29,9%) e veículos (30,8%). Outros setores também apresentaram resultados positivos, como Indústrias Extrativas (17,5%) e Produtos Alimentícios (5,5%). Apesar do resultado positivo em novembro, alguns setores da indústria apresentaram queda. Os produtos derivados de petróleo e biocombustíveis tiveram queda de 28,2%. Essa foi a principal influência negativa do período, que se explica pela menor produção de óleo diesel, gasolina automotiva e óleos combustíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *